Análise de Personagem de Cuthbert Binns: Traços de Personalidade, Família e Patrono

  Análise de Personagem de Cuthbert Binns: Traços de Personalidade, Família e Patrono

Nossos leitores nos apoiam. Este post pode conter links afiliados. Ganhamos com compras qualificadas. Saber mais

Cuthbert Binns, também conhecido como Professor Binns, era o professor de História da Magia na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Ele originalmente conseguiu o emprego enquanto estava vivo, mas continuou a ensinar após a morte, como um fantasma.

O professor Binns deve ter ensinado na escola como professor vivo por muitos anos, pois era muito velho e enrugado quando morreu. Mas um dia, em algum momento antes da década de 1970, ele morreu no incêndio na sala dos professores.



No entanto, no dia seguinte, seu fantasma se levantou de seu corpo e continuou ensinando. Não está claro se o professor Binns percebeu que ele havia morrido.

Alegadamente, suas lições não mudaram muito entre a vida e a vida após a morte. Elas são conhecidas como as aulas mais chatas de Hogwarts. O professor Binns simplesmente lê suas anotações com uma voz monótona e esganiçada, mal percebendo ou se importando se alguém está prestando atenção.

Só ouvimos falar dele quebrando seu padrão em uma ocasião, durante Harry Potter segundo ano em Hogwarts. Hermione surpreendeu o professor Binns perguntando-lhe sobre a Câmara Secreta. A princípio, o professor Binns não quis abordar o assunto, afirmando que é pura lenda sem base em fatos. Mas Hermione o convenceu a continuar, lembrando-o de que a maioria das lendas tem base em fatos.

Professor Binns e a Câmara Secreta

  A Câmara dos segredos

Cuthbert Binns conta ao aluno a história factual de que o conflito eclodiu entre Salazar Sonserina e os outros fundadores de Hogwarts. Slytherin queria limitar o ensino de magia a famílias bruxas totalmente mágicas, devido à sua desconfiança dos trouxas. Quando os outros fundadores discordaram dele, Slytherin deixou a escola.

A lenda então diz que Slytherin criou a Câmara Secreta para esconder um monstro que poderia ser invocado para livrar a escola de indesejáveis. Mas a Câmara foi criada de tal forma que apenas o verdadeiro herdeiro de Slytherin seria capaz de comandar o monstro.

Cuthbert Binns diz ao aluno que está convencido de que isso não pode ser verdade. Se existisse, um dos muitos diretores ou diretoras da escola teria localizado a Câmara. Quando os alunos argumentam que deve ser escondido usando artes das trevas, ele os lembra que só porque um mago escolhe não usar as artes das trevas não significa que eles não possam.

Não sabemos se Cuthbert Binns mudou de tom sobre o assunto após os eventos descritos em Harry Potter e a Câmara Secreta. Também não sabemos se ele participou da guerra contra Voldemort, ou o que aconteceu com ele depois.

Presumivelmente, Cuthbert Binns continuará ensinando História da Magia em Hogwarts por toda a eternidade, tornando-a a aula mais chata e temida por muitos anos. Embora saibamos que a escola tentou melhorar as aulas, ouvimos falar de um professor visitante de História da Magia, Jakub Gorski, visitando em 2009.

Sobre Cuthbert Binns

Nascer Desconhecido – às vezes antes da década de 1970
Status do Sangue Puro-sangue ou meio-sangue
Ocupação Professor, Fantasma
Patrono Desconhecido
Casa Desconhecido
Varinha Desconhecido
Signo do zodíaco Capricórnio (especulativo)

Tipo e traços de personalidade de Cuthbert Binns

Tanto vivo quanto fantasma, Cuthbert Binns parece ter uma personalidade muito “plana” com pouco senso de humor ou carisma. Sabemos que ele valoriza a verdade e os fatos acima de todas as coisas. Ele só acredita em coisas que podem ser provadas.

Embora sua paixão possa não ser óbvia, o professor Binns é claramente apaixonado por seu assunto, não querendo deixá-lo mesmo na morte. Isso sugere uma séria teimosia. Ele também é auto-envolvido, falando sobre seu assunto sem realmente perceber se alguém está prestando atenção ou se importa.

Signo e aniversário de Cuthbert Binns

Não sabemos quando Cuthbert Binns nasceu ou seu aniversário. Sabemos apenas que ele morreu em algum momento antes da década de 1970. Ele já era um fantasma quando James, Lily, Sirius e Lupin estavam na escola. No entanto, os fãs sugerem, com base em seus traços de personalidade, que seu signo do zodíaco pode ser Capricórnio.

Os capricornianos são analíticos e metódicos, e provavelmente gostam de um assunto como a História da Magia. Eles também são muito focados e obstinados, e não muito preocupados com o que as outras pessoas pensam. Eles são teimosos o suficiente para não deixar a morte atrapalhar seus planos.

Por que o professor Binns é um fantasma?

Professor Binns é um dos muitos fantasmas que encontramos em Hogwarts. Mas enquanto todos os outros fantasmas parecem ser fantasmas autoconscientes “assombrando” o castelo, o professor Binns é professor em Hogwarts e, apesar de flutuar pelas paredes, pode não estar ciente de que está morto.

Fantasmas são impressões das almas de um bruxo ou bruxa que já viveu, deixado para trás no mundo. Eles tendem a “viver” uma sombra pálida de sua vida anterior, optando por não passar por causa de negócios inacabados.

No caso de Cuthbert Binns, ele parece ter se concentrado tão singularmente em sua tarefa de ensinar História da Magia em Hogwarts que simplesmente perdeu os sinais de que era hora de seguir em frente. Ele continuou com sua rotina diária como se nada tivesse mudado.

Por que o Professor Binns foi embora na Sala dos Funcionários?

Dizem-nos que um dia, um professor Binns muito velho estava sentado em frente à lareira na sala dos professores de Hogwarts. Ele adormeceu e morreu naturalmente. No entanto, sua alma não parece ter percebido que ele havia morrido. Assim, no dia seguinte continuou com sua rotina diária de ensino normalmente.

Isso sugere que o professor Binns se tornou tão arraigado em sua programação de ensino que se tornou uma segunda natureza, e sua alma foi atraída por ela, mesmo após a morte.

Isso pode explicar por que suas aulas são tão monótonas e chatas. Seu fantasma é incapaz de quebrar sua rotina existente ou criar algo genuinamente novo. Não está claro se ele já era assim antes de morrer.

O professor Binns sabe que ele está morto?

Não está claro se o professor Binns sabe que ele está morto. Ele continua como se ainda estivesse vivo. Nós nunca o vemos conversando com ninguém sobre seu status de vida.

Ele deve ter notado que não precisa mais comer e pode atravessar paredes. Mas se ele descobriu o que isso significa é incerto.

O que o professor Binns disse à sua classe?

Professor Binns aborda vários tópicos sobre a História da Magia em suas aulas. Estes são realizados na Sala de Aula 4F no primeiro andar, enquanto ele tem um escritório no quinto andar. Ele parece estar particularmente interessado nos conflitos entre magos e outros seres mágicos, como goblins e gigantes.

Sabemos que ele ensinou aos alunos do primeiro ano sobre importantes figuras históricas como Uric, o Excêntrico e Emérico o Mal .

Binns espera que os alunos do segundo ano escrevam ensaios sobre assuntos como a Assembléia Medieval de Bruxos Europeus e a Convenção Internacional de Bruxos de 1289. Durante as férias em preparação para o terceiro ano, os alunos escreveram sobre a Queima de Bruxas no Século XIV e por que foi completamente sem sentido.

Alunos do quarto ano escrevem ensaios semanais sobre as rebeliões dos goblins do século 18. º século e quinto anos estudam as guerras gigantes.

Também sabemos que alguns alunos abordaram o Professor Binns especificamente para aprender sobre dragões e Chaves de Portal. Isso sugere que ele tinha algum conhecimento notável nesta área.

Habilidades Mágicas de Cuthbert Binns

Embora os fantasmas tenham habilidades paranormais, eles não parecem reter as habilidades mágicas que possuíam quando estavam vivos. Assim, nunca ouvimos falar de Cuthbert Binns lançando um feitiço ou mesmo usando uma varinha.

Também não sabemos o nível de sua habilidade mágica quando ele estava vivo. Por exemplo, não sabemos se Cuthbert Binns poderia conjurar um Patrono. É provável que ele sempre tenha gostado mais do tópico acadêmico da História da Magia do que da aplicação prática da magia.